Fome na Coreia do Norte: a rara admissão do líder Kim Jong-un sobre ‘situação tensa’ no país

O líder norte-coreano Kim Jong-un reconheceu formalmente que seu país enfrenta escassez de alimentos. Em uma reunião de líderes do seu partido, Kim disse: “A situação alimentar das pessoas está ficando tensa”.

Ele disse que o setor agrícola não conseguiu cumprir suas metas de grãos devido aos tufões no ano passado, que causaram inundações. Há relatos de que os preços dos alimentos dispararam, com a rede de notícias NK News afirmando que um quilo de banana chega a custar US$ 45 (R$ 225).

A Coreia do Norte fechou suas fronteiras para conter a disseminação da covid-19.

Como resultado, o comércio com a China despencou. A Coreia do Norte depende da China para alimentos, fertilizantes e combustível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *